Profissionais de Saúde
Esqueci minha senha cadastre-se
  • Home » Biotecnologia

    O Laboratório Cristália atua fortemente no setor de Biotecnologia há 15 anos. Enquanto medicamentos tradicionais têm estruturas simples e fáceis de serem copiadas, os biológicos são moléculas cultivadas geneticamente com células vivas, humanas ou plantas e, portanto, difíceis de serem copiadas. Esses medicamentos estão revolucionando o tratamento de diversas patologias.

    O futuro da indústria farmacêutica

    Com esse foco em Biotecnologia, que é considerado um dos caminhos mais promissores da indústria farmacêutica, o Cristália se posiciona à frente dos demais nessa área e se firma como o mais inovador no mercado, participando ativamente da revolução no setor.

    A Biotecnologia industrial domina e estuda processos bioquímicos já existentes na natureza, para maximizá-los, permitindo que sejam utilizados em medicamentos de ponta. Como resultado, os cientistas podem aplicar novas técnicas para um grande número de micro-organismos, como bactérias, leveduras, fungos e protozoários. Desta forma é possível produzir em grande escala e com maior segurança, reduzindo custos. Para os pacientes, a vantagem é o aumento da eficácia e a redução dos efeitos colaterais.

    Em 2013, a empresa inaugurou planta exclusiva de Biotecnologia com 1,7 mil m², na cidade de Itapira, um marco no setor, para pesquisa e desenvolvimento de medicamentos biológicos. Essa nova unidade recebeu, em 2014, o CBPF (Certificado de Boas Práticas de Fabricação para os Insumos Farmacêuticos Biológicos) para os IFAs (Insumos Farmacêuticos Ativos) trastuzumabe, etanercept e somatropina, concedido pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O Cristália tornou-se o primeiro laboratório nacional a receber a certificação, uma grande conquista para a saúde do País.

    Em 2014, o Cristália inaugurou a primeira Planta de Biotecnologia Anaeróbicos do País. Em 30 de outubro de 2014, conquistou o CBPF (Certificado de Boas Práticas de Fabricação) para Insumos Farmacêuticos Ativos Biológicos, concedido a essa planta, instalada no Complexo Industrial de Itapira (SP). Nessa unidade será produzido o IFA colagenase, desenvolvido verticalmente pelo laboratório com pesquisa científica 100% brasileira. Atualmente, os IFAs (Insumos Farmacêuticos Ativos) utilizados na produção de pomadas à base desta enzima são importados, tornando o país dependente de fornecedores estrangeiros. Esta enzima é utilizada no tratamento de feridas, úlceras, queimaduras, como agente debridante do tecido necrótico, pois atua na clivagem (divisão celular) do colágeno e facilita o processo e a qualidade de cicatrização.