Loading...


Os médicos Gilberto Severino e Paulo Ramos e as enfermeiras Mariângela Correa Gomes, Elloa Nogueira e Fabiana Bellini participaram do “Sábado da Dor” organizado pela Sociedade Brasileira para Estudo da Dor (SBED) e Laboratório Cristália realizada dia 29 de agosto, no Obeid Plaza Hotel em Bauru.

A programação cientifica teve como temas: “Dor: Conceitos, Fisiopatologia e Tratamento”, “Dor Aguda x Dor Crônica” e “Dor Neuropática” ministrada pelos médicos Adriano Yacubian Fernandes do Hospital Estadual de Bauru, José Oswaldo de Oliveira Junior representante da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), Daniel Cianipi de Andrade do Hospital das Clinica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Fernanda Bono Fukushima Faculdade de Medicina de Botucatu e Patrick Stump do Hospital Estadual de Bauru e “Fibromialgia” pela médica Lin Tchin Yeng do Centro da Dor do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP.

A coordenação da Dor Oncológica foi feita pela médica Maura Icoma do Hospital de Bauru, desenvolvendo os seguintes temas: “Dor no Câncer” pelo médico Antonio Carlos de Camargo Andrade Filho do Serviço de Oncologia do Hospital Amaral Carvalho, “Cuidados Paliativos, Família e Morte na Sociedade de hoje” pelas médicas Nara Shade Ortega do Hospital Estadual de Bauru e Suzel Aparecida Frem Bourgerie do Centro de Terapia da Dor – Lo Tedhal – UNICAMP, Campinas.

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde) o paciente com ansiedade e depressão tem quatro vezes mais chances de ter dor crônica. “O alivio da Dor é um direito do ser humano. A dor deteriora a personalidade da pessoa, tendo assim conseqüências físicas e psíquicas”. é importante saber que “A Medicina Paliativa é não ver a doença e sim o doente” e como disse o médico Raul Marchezai “Mais vale dar vida aos dias que dias a vida”. 

Compartilhe
Tags
Dor Eventos