Loading...

O Brasil é quase um continente, que reúne Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Caatinga, Pantanal, Pampas Gaúchos e uma gigantesca costa marinha, com mais de 3,5 milhões de quilômetros quadrados.

Estima-se que mais de 20% do número total de espécies do planeta vivam e se multipliquem na diversidade brasileira. Por isso, o País é considerado a nação com maior biodiversidade do mundo.

Em vez de procurar no exterior por novas soluções em saúde, o Cristália decidiu focar suas pesquisas na biodiversidade brasileira. E foi justamente assim que nasceu o Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) Biológico colagenase.

O produto gerado por esse IFA é a pomada Kollagenase, indicada para o tratamento de lesões de pele, promovendo limpeza suave e rápida, sem sangramento e dor.

colagenase

De carnívora a vegetariana

Tradicionalmente a colagenase é uma enzima produzida quando uma bactéria chamada Clostridium histolyticum precisa decompor colágeno, presente em componentes de origem animal, para se alimentar dele.

Pesquisando em solo brasileiro uma cepa da bactéria Clostridium histolyticum,  os cientistas do Cristália descobriram e coletaram em Espírito Santo do Pinhal, no interior paulista, uma cepa um pouco diferente. Mimetizaram a presença de colágeno em um meio de cultura vegetal, como se ele de fato estivesse presente. E “enganaram” a bactéria, induzindo-a a produzir colagenase sem colágeno. Assim nasceu a colagenase animal-free do Cristália.

Tecnologia nacional e pureza

A ideia de produzir algo livre de componentes animais vem de várias questões. A principal delas é a conquista de um insumo mais puro, mais ativo e livre de componentes animais, o que significa que a colagenase animal-free poderá ser empregada no isolamento de células-tronco e na Terapia Celular, que requerem o máximo de pureza, uma vez que se tratam de enzimas externas que entram em contato com as células orgânicas.

Adicionalmente, como consequência do feito, pela primeira vez na história o Brasil tem condições de exportar biotecnologia, deixando por completo a necessidade de importar colagenase.

Aprovado!

Por ser animal-free, a aprovação do insumo ocorreu de maneira ágil, uma vez que os órgãos regulatórios, como ANVISA, FDA e EMA valorizam o uso de tecnologias que não usam componentes animais, pois não requerem uma série de comprovações e testes em procedimentos altamente complexos e, consequentemente, demorados.

AS ETAPAS DE PRODUÇÃO DO COLAGENASE


A colagenase é uma enzima produzida por uma bactéria chamada Clostridium histolyticum, que precisa decompor colágeno, presente em componentes de origem animal, para se alimentar dele.

1
Colagenase
2

Para obter a colagenase animal-free, o Cristália desenvolveu uma combinação de componentes vegetais que mimetizam a presença do colágeno, eliminando a sua necessidade em meio de cultura. Foi assim que a bactéria foi induzida a produzir a colagenase sem colágeno.

3

Esse método foi desenvolvido com recursos integralmente brasileiros. Depois de um mapeamento completo do solo da Região Sudeste, a bactéria foi descoberta e coletada em Espírito Santo do Pinhal, no interior paulista. O processo é feito em um micro-habitat, onde microrganismos convivem entre si e travam uma disputa para sobreviver.

4

Com um insumo farmacêutico ativo livre de componentes animais, graças ao trabalho dos cientistas foi possível conquistar matéria-prima capaz de ser empregada não apenas em pomada para lesões na pele, mas no isolamento de células-tronco e na Terapia Celular, que requerem o máximo de pureza, pois se tratam de enzimas externas que entram em contato com as células orgânicas.

Kolagenase