Loading...

Colagenase animal free

Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) obtido a partir da biodiversidade brasileira, a colagenase animal free é utilizada na produção de uma linha de pomadas para a cicatrização de tecidos (Kollagenase). Aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em 2016, o IFA recebeu, em agosto de 2017, a patente americana para o princípio ativo. Foi a 16ª patente conquistada pelo Cristália nos EUA. 



Patente indústria farmacêutica

Sevocris

Sevocris é um anestésico inalatório que tem como princípio ativo o sevoflurano. O Cristália foi o segundo laboratório do mundo a desenvolver o medicamento e a maior oferta proporcionou a queda no preço do produto e maior acesso da população a um anestésico de ponta.

O Cristália já obteve patente para a composição do produto na Europa, México, Japão, China, Estados Unidos e Hong Kong. Além da composição, os pesquisadores do Cristália também desenvolveram processos para obtenção de sevoflurano e de seu intermediário sevoclorano, tendo já obtido patentes para estes processos nos Estados Unidos, México, Japão, China, Índia e Hong Kong.

Patente indústria farmacêutica

Novabupi

Novabupi é um anestésico local desenvolvido em parceria com a USP a partir da bupivacaína, que tinha efeito prolongado, porém com possibilidade de efeitos colaterais importantes, como arritmias.

A invenção propôs um produto mais seguro, sem perda da sua eficácia, por meio da alteração da proporção dos enantiômeros em relação à bupivacaína racêmica. A tecnologia relacionada ao produto obteve patente nos EUA, Europa e, em 2013, no Brasil.

Patente indústria farmacêutica

Ketamin

Outra importante patente se refere ao processo de obtenção do fármaco S-cetamina, patenteado pelo Cristália nos Estados Unidos, Europa e Argentina.

cetamina é um anestésico endovenoso que foi desenvolvido na década de 50, composto por duas formas enantioméricas, sendo que uma delas é responsável por causar muitos efeitos adversos e por isso a cetamina não vinha mais sendo utilizada.

O Cristália desenvolveu, então, o Ketamin, um produto que apresenta apenas a forma enantiomérica mais eficaz, possibilitando a redução da dose da medicação e dos efeitos adversos observados com a formulação original.

Helleva

Helleva

Helleva é um medicamento para tratar disfunção erétil que contém como princípio ativo carbonato de lodenafila, uma pró-droga dimérica desenvolvida pelo Cristália, sendo considerado o primeiro fármaco de origem sintética desenvolvida pelo Cristália, sendo considerado o primeiro fármaco de origem sintética desenvolvido integralmente no Brasil, desde a concepção até os estudos clínicos. O fármaco já foi patenteado nos Estados Unidos, Europa e Hong Kong.

Patente indústria farmacêutica

Alimax

Alimax é um medicamento para o tratamento de queimaduras que tem como princípio ativo a heparina. A patente obtida nos Estados Unidos se refere a uma composição farmacêutica na forma de solução aquosa estéril que possui melhor aderência à lesão, apresentada em frascos com dispositivo aspersor que permite borrifar a dose apropriada à área da superfície afetada.