Loading...

A Farmoquímica Oncológica do Cristália permitirá ao país um feito inédito: a produção de Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs) oncológicos para a produção de medicamentos para o tratamento do câncer. Atualmente, o Brasil importa 100% da terapia oncológica, sejam medicamentos terminados ou matérias-primas. A nova iniciativa do Cristália, com a nacionalização dos IFAs, vai permitir o barateamento dos custos tornando os medicamentos mais acessíveis a uma maior faixa da população brasileira.

Equipamentos sob medida

O Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) é a alma de um medicamento. Para produzir um insumo de última geração, é preciso ter tecnologia de ponta e um grau rigoroso de controle de qualidade. Pensando nisso, a nova planta de Farmoquímica Oncológica do Cristália, que ocupa uma área construída de 1600 m2, está sendo montada com equipamentos importados, produzidos especialmente para o projeto do laboratório com o que de mais moderno existe no mundo na indústria farmacêutica

Diagnóstico e cuidados do dia a dia

Anos de investimento em pesquisa científica são necessários para o desenvolvimento de um IFA. O Cristália já produz 53% dos IFAs utilizados na fabricação dos medicamentos do Laboratório, um marco importante na indústria farmacêutica nacional. A produção dos IFAs de medicamentos oncológicos, vai complementar a área de  Farmacêutica Oncológica (antiga Planta Citostáticos) da empresa, em mais um passo importante rumo ao atingimento da meta de nacionalização da produção de medicamentos, uma preocupação dos fundadores do Cristália desde a fundação do laboratório, há 46 anos.