Loading...

O Laboratório Cristália conta com quatro unidades farmacêuticas, sendo três no Complexo em Itapira e uma em São Paulo.
Enquanto as plantas industriais farmacêuticas de Itapira, que compõem a Unidade I (Farmacêutica I, Farmacêutica II e Farmacêutica Oncológica), são responsáveis pela produção de sólidos, líquidos orais, semissólidos, colírios e injetáveis, a planta industrial de São Paulo é responsável pela produção de líquidos e liofilizados destinados a hospitais.

Produção quadruplicada

As plantas Farmacêuticas I e II localizadas no Complexo de Itapira possuem uma área construída total de 51 mil m². A primeira foi inaugurada em 1972, com 16 mil m², e a segunda em 2010, com 35 mil m² de área construída.

A unidade farmacêutica II, inaugurada em 2010, foi projetada para quadruplicar a produção do laboratório, conforme a demanda do mercado. Com equipamentos de última geração, recebeu investimento de mais de 100 milhões de dólares em estrutura e equipamentos que garantem a transferência de matéria-prima e produtos com absoluta segurança para o medicamento final, os colaboradores e o meio ambiente. A planta Farmacêutica Oncológica, antiga Citostáticos, foi inaugurada em 2013 e é responsável pela produção de medicamentos oncológicos.

Já a Farmacêutica de São Paulo, instalada no bairro do Butantã, ocupa 8 mil m² de área construída e sua produção abastece à quase totalidade dos hospitais brasileiros com anestésicos, categoria de produtos em que o Cristália é líder no País.

Rastreabilidade primária


A Farmacêutica do Cristália foi a primeira do País a realizar a rastreabilidade primária dos produtos para a área hospitalar. Todo o portfólio de injetáveis (líquidos e liofilizados), sólidos (comprimidos, drágeas e cápsulas) e semissólidos (cremes e pomadas) voltados à área hospitalar conta com código DataMatrix individual.

É possível consultar o princípio ativo, validade do produto e lote de fabricação, com menos trabalho e mais segurança na farmácia dos hospitais, por meio de leitor ótico.

Conheça mais sobre o projeto de rastreabilidade do Cristália com o código Datamatrix.